terça-feira , 22 julho 2014
Capa / Geral / Rio do Sul no Alto Vale do Itajaí sofre com a maior enchente de sua história e o Nível do Rio Itajaí
Rio do Sul no Alto Vale do Itajaí sofre com a maior enchente de sua história e o Nível do Rio Itajaí

Rio do Sul no Alto Vale do Itajaí sofre com a maior enchente de sua história e o Nível do Rio Itajaí

Estava em 9,63m às 14h dia 12/09/11 onde a cidade continua em Situação de Emergência em relação ao rio.

Relatório Oficial da Enchente em SC

Atualizado às 19h 12/09/11
Municípios Atingidos = 96
Municípios em Situação de Emergência = 51
Municípios em Estado de Calamidade Pública = 10
Pessoas afetadas = 978.070
Pessoas desalojadas = 162.237
Pessoas desabrigadas = 15357
Pessoas feridas = 170
Pessoas mortas = 3
Residências afetadas = 29563
Prédios Públicos afetados = 367
Prédios Comunitários afetados = 132
Prédios Particulares = 5156

Foto arquivo de Jaime Batista da Silva (Foto da enchente em Rio do Sul – foto tirada agosto 2011)

Governador visita cidades do Alto Vale que decretaram estado de Calamidade Pública devido às chuvas.

Somente em Rio do Sul 15.000 pessoas estão desalojadas, sendo 3.000 pessoas desabrigadas e um total de 50.000 pessoas afetadas.

Presidente Getúlio, Taió, Rio do Oeste, Laurentino, Agronômica, Aurora, Ituporanga e Lontras foram vistoriadas pelo governador Raimundo Colombo durante esta segunda-feira (12). Os municípios decretaram estado de Calamidade Pública devido aos estragos da chuva da semana passada. “É hora de atuar junto com as prefeituras e as Defesas Civis dos municípios no atendimento imediato e sem burocracia às pessoas e aos municípios”, afirmou o Governador.

Durante a vistoria, o governador pode conferir as maiores prioridades dos municípios, que vão desde o atendimento às populações com a reconstrução de residências até a reconstrução de pontes e rodovias. Em Lontras, por exemplo, um dos maiores problemas foi a destruição da ponte do Riachuelo que tinha em sua estrutura cabo de telefonia e tubos do sistema de abastecimento de água. “Essa vinda até o município representa solidariedade, conforto e uma ajuda na reconstrução”, falou a prefeita de Lontras, Martina Zucatelli.

Em contato direto com o Governo Federal, Colombo disse que já está liberando R$ 150 mil para cada um dos municípios visitados nesta segunda-feira.”Esse recurso é para a compra de água, alimentos, medicamentos, hora máquina e óleo diesel. Depois é que vamos avaliar os prejuízos maiores e ver como podemos atender”, explicou o secretário de Defesa Civil, Geraldo Althoff, que acompanhou toda a vistoria. De acordo com a Defesa Civil estadual, já foram utilizados R$ 4 milhões para a compra desses artigos.

Até o final da tarde desta segunda-feira, as chuvas em Santa Catarina já afetaram 978.070 mil pessoas, em 96 municípios. 15.357 pessoas estão desabrigadas e 162.237 estão desalojadas. Nove municípios decretaram estado de Calamidade Pública (Aurora, Agronômica, Brusque, Ituporanga, Presidente Getúlio, Rio do Sul, Laurentino, Lontras e Taió).

Prevenção em SC

Mais que atuar no atendimento aos atingidos, o Governo do Estado trabalha para prevenir os alagamentos e minimizar os impactos das enchentes em todo o Vale do Itajaí. Desde 2008, a Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA), realiza um estudo de ações que podem ajudar a conter as cheias. Conforme o diagnóstico, uma das ações que podem ser tomadas é o aumento das capacidades das barragens de Ituporanga, em quatro metros, de Taió, em dois metros e ajustes técnicos na barragem de José Boiteux.

“Vale ressaltar que a Defesa Civil já desenvolve atividades de preparação e fortalecimento das Defesas Civis municipais, além de se manter preparada para atender de maneira rápida e ágil, os municípios que passam por essas situações de catástrofes”, afirmou o governador Raimundo Colombo.

Fonte: Claudia De Conto Secretaria de Estado de Comunicação

http://www.defesacivil.sc.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=1467&Itemid=1
Fonte/Fotos:
Jaime Batista da Silva
Blog: http://jaimebatistadasilva.blogspot.com
E-mail: [email protected]

Rio do Sul: cidade começa a se recuperar da enchente

Manhã de terça-feira foi de limpeza e cálculo dos prejuízos.

A manhã ensolarada de terça-feira foi de muito trabalho para moradores de Rio do Sul, no Alto Vale do Itajaí. No Centro da cidade, comerciantes começaram a limpar as áreas atingidas pela água do Rio Itajaí-Açu e a calcular os prejuízos.

A lama em alguns pontos da Alameda Aristiliano Ramos e nas tranversais, na região central da cidade, chega a 15 centímetros.

O nível do rio está baixando lentamente. Na medição das 10h, estava em 8,73 metros. Para que a cidade esteja livre dos alagamentos é preciso que o rio recue a pelo menos 6 metros. Cerca de 20% das ruas ainda estavam alagadas até o fim da manhã desta segunda-feira.

A prefeitura pede doação de roupas, água e alimentos para a população.

Outros municípios

No Alto Vale do Itajaí, a cidade de Rio do Oeste permanece isolada por conta dos alagamentos. Agronômica e Laurentino tiveram os acessos por terra liberados.

Fonte: RBS/DC

Quase cem cidades foram afetadas pela chuva em Santa Catarina, segundo Defesa Civil

Em Lontras, enchente tomou conta da casa de Leticia Alves Martins Foto:Guto Kuerten / Agencia RBS

De acordo com último balanço, 55 decretaram situação de emergência.

Uma semana depois do início da forte chuva em Santa Catarina, o número de moradores e municípios prejudicados é alarmante. Segundo o último balanço da Defesa Civil, divulgado às 17h, nesta terça-feira, cerca de 978.580 pessoas foram afetadas.

Dos 99 municípios afetados, 55 decretaram situação de emergência e 11 estão em estado de calamidade pública. Cerca de 162 315 ainda estão desalojadas (pessoas que tiveram suas casas atingidas) e 15 539 precisam de abrigos temporários.

Na segunda-feira, a Secretaria Nacional de Defesa Civil reconheceu oficialmente a situação dos locais mais prejudicados para agilizar o processo de liberação do FGTS.

:: Cidades afetadas pela chuva

- Estado de calamidade pública: situação anormal, causando sérios danos à comunidade, com a interrupção dos principais serviços.

- Situação de emergência: situação anormal, causando danos superáveis (suportáveis) pela comunidade.

Agronômica – Estado de Calamidade Pública (ECP)

Agrolândia – Situação de emergência (SE)

Águas Mornas

Alfredo Wagner – (SE)

Angelina – (SE)

Anitápolis

Apiúna

Araquari – (SE)

Ascurra- (SE)

Atalanta- (SE)

Aurora – (ECP)

Balneário Barra do Sul – (SE)

Benedito Novo (SE)

Blumenau- (SE)

Bocaina do Sul – (SE)

Botuverá – (SE)

Braço do Trombudo

Brusque – (ECP)

Biguaçu

Calmon

Camboriú

Campo Belo do Sul

Canelinha – (SE)

Canoinhas

Caçador – (SE)

Correia Pinto – (SE)

Corupá

Dona Emma – (SE)

Florianópolis – (SE)

Gaspar

Guabiruba

Garopaba

Herval D´Oeste – (SE)

Ibirama

Ilhota – (SE)

Indaial – (SE)

Itajaí- (SE)

Itapema

Ituporanga – (ECP)

Itaiópolis – (SE)

Irinópolis

Ipumirim

Içara – (SE)

Jaraguá do Sul

Joinville

José Boiteux – (SE)

Laurentino – (ECP)

Lebon Regis

Leoberto Leal – (SE)

Lontras – (ECP)

Lindóia do Sul – (SE)

Macieira

Mafra – (SE)

Massaranduba

Major Gercino – (SE)

Major Vieira

Mirim Doce – (SE)

Monte Castelo – (SE)

Nova Trento (SE)

Navegantes – (SE)

Novo Horizonte

Otacílio Costa (SE)

Papanduva – (SE)

Penha

Petrolândia – (SE)

Pouso Redondo – (SE)

Presidente Getúlio – (ECP)

Presidente Nereu- (SE)

Porto União – (SE)

Rancho Queimado

Rio das Antas – (SE)

Rio do Campo

Rio dos Cedros – (SE)

Rio do Sul – (ECP)

Rio Rufino

Rio do Oeste – (ECP)

Rodeio – (SE)

Santa Cecília

Santa Rosa de Lima

Santa Terezinha- (SE)

Santo Amaro da Imperatriz – (SE)

São Domingos – (SE)

São José

São Martinho – (SE)

São João Batista- (SE)

Taió – (ECP)

Tangará

Tijucas – (SE)

Timbó – (SE)

Três Barras

Trombudo Central – (ECP)

Vidal Ramos – (SE)

Videira – (SE)

Vitor Meireles – (SE)

Witmarsum – (SE)

Vargem (SE)

Santa Catarina tem pelo menos quatro rodovias com trânsito interditado

PRF recomenda atenção ao passar pelo Km 71 da BR-282, pois há desnível na pista.

Uma queda de barreira interditou O Km 93 da BR-280 na quinta-feira Foto:Divulgação, Assessoria Prefeitura de Corupá/Agencia RBS.

Aos poucos as rodovias catarinenses que tiveram problemas ocasionados pelas chuvas vão sendo reparadas. Ainda assim, quatro rodovias possuem trechos interditados nesta terça-feira: uma federal e três estaduais. Há ainda locais em que o tráfego está liberado, mas os motoristas precisam ter cuidado redobrado, como na BR-282, em Rancho Queimado, onde a pista apresenta desnível.

Em Corupá, a BR-280 está bloqueada nos Km 93 e 94 devido à queda de barreira na pista. Pelo mesmo motivo, estão interditadas a SC-456, em Anita Garibaldi, no Km 125 e a SC-422 em Taió, no Km 149. Na SC-302, em Aurora, também houve deslizamento de terra, por isso a rodovia está em meia pista nos Km 291 e Km 295.

BR-282 apresenta desnível na pista no Km 71

Além dessas rodovias, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) recomenda que os motoristas tenham muita atenção e reduzam a distância entre os veículos ao passar pelo Km 71 da BR-282, em Rancho Queimado, pois há rachaduras na pista.

Fonte: RBS/DC

Sobre Mega Buzz

O Mega Buzz nasceu da união dos portais Guia Europeu, Canoinhas.net e Feedback popular. Agora todos estes portais estão juntos em um lugar só, para oferecer a você o melhor conteúdo de lazer, entretenimento, diversão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

inMarket

Google+